segunda-feira, 25 de junho de 2012

Salve-se quem puder!




Foi em um dia desses, sentada no ônibus que eu notei algo diferente. Vi que as pessoas não estavam perdidas em seus pensamentos...muitas delas não carregavam um livro aberto para passar o tempo. Não mais. Todas - ou quase todas - encaravam atônitas a televisãozinha inofensiva instalada dentro do ônibus. Decidi acompanhar a programação para talvez ler alguma notícia interessante, mas não. Era o resumo das novelas da rede globo de televisão. Das seis, sete, oito, nove, dez, enfim, todas que passam durante o dia. "Como assim?!" pensei. Estão nos perseguindo, estão em todos os lugares! Pelo menos em nossas casas podemos escolher ter ou não ter tv, ver ou não ver canal aberto. Mas eles não desistem! Estão no transporte público também. Em seguida começou um programinha com receitas deliciosas para as mulheres donas de casa e depois disso dicas de cursos técnicos para quem quer ingressar no mercado de trabalho...

Será que ninguém vê maldade nisso?

Sim, parece inofensivo, mas os poucos momentos que temos para pensar, refletir sobre as coisas, ler, ouvir um som gostoso, eles estão lá, marcando presença! Acho que nos chamam de 'idiotas' a todo instante, e de fato, somos muito idiotas por achar que tudo isso é normal. Por que será que não tem uma mini biblioteca dentro do transporte público? Não com romances tolos, mas com livros que favoreçam a reflexão. Ao invés disso colocam TV's espalhadas no metrô, no ônibus, no trem, táxis, lanchonetes, restaurantes, bancos, comércios. Ela sempre está lá, ligada no mesmo canal, vomitando mentiras e coisas fúteis para as pessoas que infelizmente perdem muito tempo no trabalho e no único momento que teriam para ficar sozinhas com seus pensamentos, são bombardeadas por comerciais, programas tolos, resumo de novelas e toda essa porcaria.


Não é normal. Para mim chega a ser doentio. Eu encaro como uma perseguição. Você chega no consultório e ela está lá, entra no ônibus e dá de cara com ela. Chega em casa e a primeira coisa que faz é ligar naquele canal que não faz mais nada a não ser estimular a alienação e manipular as notícias.

Acho que esse post é muito mais um apelo do que qualquer outra coisa.

Da próxima vez que você entrar no transporte público e vir essa tvzinha ligada, lembre-se: ouça uma boa música, durma, abra um livro, faça qualquer coisa, mas não perca seu precioso ócio com algo tão improdutivo.

Um comentário:

  1. Depois que li 1984 do George Orwell me senti ainda mais ofendido, por que eles pegam um programa claramente inspirado no totalitarismo existente no livro (BBB) e nos esfregão na cara, como que dizendo "vejam ignorantes e se refestelem em sua mediocridade". Realmente, somos medíocres, por que nossa falta, nem vou dizer de cultura, mas de repertório, nos faz ser cordeiros prontos para receber o treinamento. E se alguém acha exagero, que vá ler o livro e tire as próprias conclusões. (A titulo de (provocação da) curiosidade, a personagem que representa o sistema opressor que a todos vê e controla é o "Grande Irmão" ou Big Brother).

    ResponderExcluir